Literatura Distópica - Clássicos e Contemporâneos

Um dos meus gêneros favoritos é a literatura distópica.
Hoje em dia esse tipo de literatura faz muito sucesso entre os jovens, mas ele é antigo tendo seu primeiro livro lançado em 1895, "The Time Machine" um romance de ficção científica de H. G. Wells, desde então foram surgindo cada vez mais livros desse gênero.
Distopia ou antiutopia é uma filosofia que critica e satiriza as convenções sociais e o controle opressor do sistema.
Neste modelo há corrupção e regras abusivas em nome do bem estar coletivo, ele sustenta uma falsa ideia de felicidade e perfeição, o que leva a uma sociedade completamente alienada. Geralmente se passa num futuro próximo e é muito semelhante a sociedade atual.
Como o nome já diz, ele é o oposto da utopia, termo criado por Thomas Moore, que é uma sociedade ideal, imaginária, sem fome ou guerra sendo possível tanto no passado, quanto no futuro, porém em paralelo.

Clássicos da Literatura Distópica

Muitos livros da literatura distópica são considerados clássicos da literatura universal, como o 1984 de George Orwell, Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley, Laranja Mecânica de Anthony Burgess, Fahrenheit 451 de Ray Bradbury, entre outros.
Todos dialogam com os conflitos da sociedade contemporânea, tornando-os atuais em qualquer época que se leia.

literatura distopica
cena do filme 1984
Contemporâneos da Literatura Distópica
Entre os jovens esse tipo de literatura não fazia tanto sucesso, porém depois da febre de livros sobre vampiros e anjos a literatura distópica ganhou leitores fiéis nesse meio, a trilogia Jogos Vorazes de Suzanne Colins é um exemplo.
Esses novos livros são chamados de Young Adult (YA) e são voltados para jovens entre 14 e 23 anos, apresentam contextos menos abrangentes se comparados aos clássicos distópicos, porém as características da literatura distópica continuam vivas, agora com jovens "heróis" lutando contra um governo opressor.


literatura distopica
Imagens da internet
Apesar da literatura distópica ser classificada como ficção científica, nem todo livro de ficção científica pode ser considerado uma distopia.



Algumas obras da literatura distópica:


literatura distopica
A Máquina do Tempo - H. G. Wells
Um homem desenvolve uma máquina do tempo e viaja até ao ano de 802.701. À primeira vista, a Terra se tornou um mundo paradisíaco e sem preocupação, onde vivem os pacíficos Eloi. Mas na realidade, essa raça serve de alimento aos selvagens Morlock, que vivem no subterrâneo.


literatura distopica
Nós – Yevgeny Zamyatin
Romance que narra uma sociedade conformada e controlada por um estado totalitário. A liberdade, a imaginação e a criatividade são consideradas as causas da infelicidade e a vida dos cidadãos é controlada com base nos princípios do Taylorismo. Curiosidade: Foi publicado em 1924 nos EUA, mas só foi autorizado pelo governo soviético em 1988. George Orwell iniciou seu romance 1984 alguns meses após ler e escrever uma resenha sobre a obra.

literatura distopica
Admirável Mundo Novo - Aldous Huxley
Em 634 d.F. (depois de Ford) o Estado científico zela pelos cidadãos. As pessoas são pré-condicionadas biologicamente e ocupam funções pré-determinados na sociedade. Família, monogamia, privacidade e pensamento criativo são crimes, facilmente reprimidos com o consumo de soma, uma droga sem efeitos colaterais. 

literatura distopica
1984 - George Orwell
Um regime representado pela figura do Grande Irmão, controla todos os cidadãos através de câmeras ligadas 24 horas por dia e as teletelas fazem uma intensa propaganda governamental. Winston Smith está desiludido com a sua condição e inicia uma rebelião interior contra o sistema.

literatura distopica
Fahrenheit 451 - Ray Bradbury
Sinopse: Um futuro onde livros são proibidos, todo entretenimento é gerado pelo governo e a população é completamente alienada. As opiniões próprias são consideradas antissociais e as pessoas não se importam umas com as outras. Os bombeiros são incumbidos a queimar livros.
literatura distopica
Laranja Mecânica - Anthony Burgess
Em um futuro próximo, a sociedade inglesa tem uma cultura de violência juvenil exacerbada, reprimida de forma igualmente agressiva por um governo totalitário. Alex é um adolescente sociopata e as autoridades estaduais tentam reformá-lo com o uso de um método de condicionamento mental e moral. 


literatura distopica
Feios - Scott Westerfeld
Em uma sociedade futurística, todos os adolescentes esperam ansiosos o aniversário de 16 anos, pois serão submetidos a uma inacreditável cirurgia plástica, que corrigirá todas as suas imperfeições físicas, transformando-os em perfeitos.
literatura distopica
Jogos Vorazes - Suzanne Collins
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos. Uma das formas do governo demonstrar seu poder sobre o resto do país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte.























****

Quer conhecer melhor as obras desse gênero? Confira as nossas resenhas dos livros distópicos!

Clássicos




Contemporâneos (YA)


Visite-nos também nas redes sociais e seja o primeiro a conhecer nossas dicas, matérias e resenhas!

Curta nossa página do Facebook

Siga-nos no Twitter
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

6 comentários :

  1. Ótima post.
    Gosto muito de distopias ainda mais das clássicas.
    Desses só li Jogos Vorazes, Admirável mundo Novo (meu favorito), 1984 e o Fahrenheit 451.
    Irei ler o Laranja Mecânica (um dos próximos rs) e Feios.
    Não conhecia os outros. Já anotei aqui haha

    Abraços e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mateus!
      As distopias são ótimas! E sempre retrata de alguma forma a nossa realidade, depois que conheci esse gênero a minha visão da sociedade mudou, principalmente com 1984.
      Acredito que você vai gostar de Laranja Mecânica, tem o filme do livro também.
      Obrigada pela visita, bjs

      Excluir
  2. Muito interessante o post, parabéns! Compara as distopias antigas com os lançamentos atuais e conceitua o que vem a ser o gênero e a quem atende. Adorei.

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clóvis, tudo bem?
      Fico feliz por ter gostado ^^
      Eu amo distopias, como disse acima é um dos meus gêneros favoritos!
      Obrigada pela visita!
      Abraços.

      Excluir
  3. Olá Francine, tudo bem?
    Me chamo Jean e há pouco tempo descobri o seu blog e de imediato gostei muito dele. Você é uma blogeira muito legal.
    Também tenho um blog, o Sorcerers Readers (http://sorcerersreaders.blogspot.com.br/).
    Atenciosamente, Jean.

    ResponderExcluir