Destaques

Trem de Ferro - Manuel Bandeira

Café com pão 
Café com pão
Café com pão

Virge Maria que foi isso maquinista?


Agora sim

Café com pão
Agora sim
Voa, fumaça
Corre, cerca
Ai seu foguista
Bota fogo
Na fornalha
Que eu preciso
Muita força
Muita força
Muita força
(trem de ferro, trem de ferro)

Oô...

Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pasto
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
Da ingazeira
Debruçada
No riacho
Que vontade
De cantar!
Oô...
(café com pão é muito bom)

Quando me prendero

No canaviá
Cada pé de cana
Era um oficiá
Oô...
Menina bonita
Do vestido verde
Me dá tua boca
Pra matar minha sede
Oô...
Vou mimbora vou mimbora
Não gosto daqui
Nasci no sertão
Sou de Ouricuri
Oô...

Vou depressa

Vou correndo
Vou na toda
Que só levo 
Pouca gente
Pouca gente
Pouca gente...

8 comentários:

  1. Adorei <3

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, eu adoro esse poema! Me faz lembrar da minha infância...
      Beijos ^^

      Excluir
  2. Eu amoooo essa poesia!
    Quase publiquei no blog outro dia...
    Manuel bandeira é tudo!
    Bjs, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza, esse poema é lindo né?
      Bjos e obrigada pela visita *-*

      Excluir
  3. Eu gosto das poesias de Manuel Bandeira, e gostei da sua escolha. ^^

    Bjos...
    Leitura Por Lillifee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto da poesia do Manuel Bandeira <3
      bjs ^^

      Excluir
  4. Essa poesia é fascinante. Bandeira é demais :D

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Conheci a poesia do Manuel Bandeira com esse poema, depois fui me encantando cada vez mais...
      Bjs e obrigada pela visita ^^

      Excluir