Destaques

Resenha A Guerra dos Tronos, George R. R. Martin


Quando se joga o jogo dos tronos, você vence ou você morre.”

Eu demorei para postar uma resenha, mas enfim ela saiu do forno!

Irei postar mais duas atrasadas nos próximos dias, 1984  e Ponto de Impacto, mas hoje é dia da resenha A Guerra dos Tronos. 
Antes de começar a resenha do primeiro livro acho necessáriro explicar algumas coisas sobre os Sete Reinos. Vou fazer um resumo pré "Guerra dos Tronos", se bem que não é um pré guerra, mas um pré reinado do Rei Robert Baratheon.


Breve história de Westeros

Em As Crônicas de Gelo e Fogo o mundo é dividido em três continentes conhecidos: Westeros, Essos, Sothoryos. Existem as outras regiões ( Ibben, Ilhas de Verão, Passopedra, Ulthos), os Sete Reinos fica em Westeros.
A história de Westeros começa com a Era da Aurora, nesta época Westeros era habitada pelos filhos da floresta.
Os primeiros homens cruzaram através da Dorne do Oriente um trecho de terra que conectava os dois continentes.
Em uma tentativa de acabar com a invasão os filhos da floresta destruíram a ponte dando origem ao Braço Partido de Dorne. Durante séculos eles guerrearam entre si e depois uma paz foi estabelecida entre os filhos da floresta e os primeiros homens durante 4.000 anos. Isso marca o início da Era dos Heróis.
Nessa nova Era teve a guerra contra os Outros, conhecida como a Longa Noite. A Longa Noite terminou com a Batalha da Aurora, onde os Patrulheiros da Noite saíram vencedores e foi construída a Muralha, segundo dizem com a ajuda dos Gigantes e do lendário Brandon, O Construtor. Especula-se que nessa época surgiu a família Stark.
Supõe-se que na Era dos Heróis foi criado os Sete Reinos. Com o tempo, outros povos migraram para o continente Westeros, como os Andals e os Rhoynar, esses reinos viviam em constante guerra.
Vindo da cidade-estado de Valyria, Aegon Targaryen acompanhado de suas duas irmãs e de seus três dragões, conquistou Westeros na Guerra da Conquista.
Com a vitória de Aegon, O Conquistador, fez-se a unificação dos Sete Reinos.
A dinastia Targaryen durou 300 anos. Eles enfrentaram algumas rebeliões e grandes perdas, como a morte de todos os seus dragões.
O fim do reinado dos Targaryen veio com o rei Aerys II,  O Rei Louco. Seu filho mais velho, Rhaegar Targaryen, raptou Lyanna Stark, única filha da família Stark e isso desencadeou uma guerra civil.
Eddard Stark, irmão de Lyanna, e Robert Baratheon foram líderes nessa guerra. Ao final da guerra a família Targaryen foi traída pelos Lannister, a família mais rica de Westeros.
Os Lannister se juntaram às forças rebeldes e esse foi o fim da dinastia Targaryen.
Toda a família Targaryen foi assassinada com exceção da rainha que estava grávida de Daenerys e seu filho Viserys, O Rei Pedinte.
Eles foram para o exílio e a rainha morreu no parto quando nasceu Daenerys.
Depois da Guerra do Tridente e da queda da família Targaryen começou o reinado de Robert Baratheon.
O novo rei se casou com Cersei Lannister e começou uma fraca paz.
*Achei necessário fazer esse resumo para o melhor entendimento da resenha do primeiro livro.

Resenha A Guerra do Tronos
Depois desse pequeno resumo, acreditem é pequeno, pois o mundo que George R. R. Martin criou é rico em detalhes, vamos à resenha.
A história começa com os patrulheiros da noite. Eles precisam deter alguns selvagens, mas se encontram com os outros. Esse episódio será explicado nos próximos livros.
Eddard Stark, senhor de Winterfell e guardião do Norte, vive com a sua família em paz após a guerra. Ele é casado com Catelyn Stark, da casa Tully, e tem cinco filhos com ela: Robb Stark, Bran Stark, Sansa Stark, Arya Stark, Rickon Stark e um bastardo, Jon Snow.
Eddard Stark é um homem honrado e leal. Ele lutou junto com o rei Robert Baratheon pela conquista do trono de ferro e ambos tem uma grande amizade.
Por esse motivo, depois da morte de Jon Arryn, o rei Robert convida Ned para ser sua Mão (cargo político) e suceder Jon Arryn.
Catelyn Stark desconfia que a morte de Jon Arryn foi tramada pelos Lannister, depois que recebeu uma carta da irmã - esposa de Jon Arryn.
Ela insiste para que o marido aceite o cargo que o rei lhe oferece, pois dessa forma poderá descobrir o que realmente aconteceu com o seu cunhado.
Ned Stark não confia na família Lannister, e para ficar próximo do Rei, afim de protegê-lo, aceita ir para a corte e se tornar a Mão do Rei.
Eddard Stark vai para a corte e acaba entrando no jogo dos tronos, mesmo sem querer.
Ele começa a viver em um mundo de intrigas e falsidades.
Para garantir o bem estar da sua família, Ned Stark precisa ganhar o jogo, pois como a rainha Cersei Lannister diz: "No jogo dos tronos você ganha ou morre. Não há meio termo."
Fora de Westeros vive Daenerys Targaryen e Viserys Targaryen, O Rei Pedinte.
Eles estão no exílio, mas Viserys anseia pelo dia em que reconquistará o trono de ferro e matará Robert Baratheon, O Usurpador.
Para reconquistar o trono de ferro Viserys vende a sua irmã, Daenerys, como esposa para o líder dos Dothrakis, uma tribo de guerreiros nômades criadores de cavalos.
Daeneys se casa com Khal Drogo em troca de um exército para Viserys.
E que comece a guerra dos tronos!


Minhas Impressões

Foi muito difícil fazer essa resenha de uma forma que se entenda os diversos detalhes e evitar o traiçoeiro spoiler, espero não ter cometido nenhum.

Eu amo e odeio As Crônicas de Gelo e Fogo, muitas vezes eu penso: maldita hora que peguei esse livro para ler.
O livro é fantástico, o mundo que o George R. R. Martin criou é rico em detalhes, em história e fantasia.
A história é contada no ponto de vista de cada personagem e não é necessariamente cronológica, muitas coisas podem estar acontecendo ao mesmo tempo ou algum tempo antes, outras vezes depois.
A riqueza literária da obra é incontestável, o autor soube estruturar muito bem a história e os seus personagens.
A história é construída e destruída de uma página para a outra. Nada é constante, nada é imutável.
George R. R. Martin é imprevisível, maldoso e genial. Ele brinca com os sentimentos do leitor, joga com as nossas emoções e nos conquista.
As Crônicas de Gelo e Fogo pode ser tudo, menos previsível, portanto fique preparado para ser surpreendido.

****
Ficha técnica
Livro: A Guerra dos Tronos
Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya
ISBN: 9788562936524
Páginas: 592


17 comentários:

  1. Eu não li o livro, mas meu noivo leu até o terceiro e simplesmente adorou.
    Gostei dos pontos colocados antes de iniciar a resenha. Às vezes a gente fica boiando rs

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, o livro é muito bom, ele maltrata a gente, mas é bom.
      Recomendo!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá,
    Acredita que ainda não li o livro? :x
    Tenho os 4 primeiros e não consigo pegar e lê-los. Adorei o resumo que você fez e sua resenha elas me incentivaram a ler o livro. Acho que será o próximo que vou ler :D
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, acredito que você vai gostar.
      Eu comprei os três primeiros e depois comecei a ler, eu sou muito ansiosa e sei que não conseguiria esperar um livro chegar depois de ter terminado o outro rs
      Beijos

      Excluir
  3. Eu acho As Crônicas do Gelo e do Fogo genial até o terceiro livro, mesmo com todo o sangue e violência. Só mesmo depois do terceiro é que eu comecei a me desencantar um pouco, mas só um pouco. Lerei essa série até o fim! haha Beijos e parabéns pela resenha! :)

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tici, me falaram que O Festim dos Corvos não é tão frenético como os outros.
      Não cheguei nele ainda, mas acho que vou ficar um pouco desinteressada mas nunca abandonar a série =D
      Beijos

      Excluir
    2. O terceiro livro é bom porque acontecem várias coisas que nos deixam apreensivos. O quarto livro que é o que a maioria critica, também é bom, mesmo que deixe alguns personagens de fora, ele serve pra nos mostrar mais o comportamento de personagens que antes não víamos muito, como a Cersei, e também serve pra entendermos a política das Crônicas.

      O quinto livro é um dos melhores também. Não creio que os livros são ruins.

      Excluir
    3. Francine Nunes, O Festim não é tão frenético porque a guerra já tinha acabado, então não tinha muita ação, mas o livro compensa com detalhismo e argumentação.

      Excluir
    4. Oi, tudo bem?
      Fico mais aliviada por saber disso, eu fiquei apreensiva quanto ao quarto livro, mas agora que você explicou ele parece ser bom, porém menos frenético, talvez por isso as críticas.
      Ansiosa, comecei o terceiro livro e minhas emoções estão nas alturas rs
      Beijos

      Excluir
  4. Em primeiro lugar estou ansiosa para ler a resenha de 1984, é um dos livros que eu mais gostei de ler. Quero saber sua opinião. Você fez muito bem em pegar esse livro para ler porque um livro realmente bom é aquele que desperta tanto o lado ruim como bom dentro de nós. kkkkk Muito amaldiçoam o autor por ele brincar tão facilmente com o leitor, mas isso que faz desse cara um gênio. Um dia quero ser como o tito Martin.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paloma, eu gostei muito de 1984. Espero conseguir expressar tudo na minha resenha, ele é tão complexo.
      Concordo com você, o Martin me fez sentir amor e ódio. Esse velhinho me fez perder noites de sono e paciência rs, mas é isso que o torna genial.
      Obrigada pela visita, bjos ^^

      Excluir
  5. Olá Francine!!
    Sem dúvida A Guerra dos Tronos é um livro de ótima qualidade com a incrível escrita do Martin. Teve uma época que eu simplesmente estava cansada dos finais previsíveis com aquele "felizes para sempre"... Até que minha sogra me apresentou essa obra. Não consegui ler, a série já é forte demais para mim, o que dirá o livro. Depois de tantas surpresas e mudanças eu percebi que, apesar de tudo, sou fã dos finais felizes. rsrs
    Sua resenha ficou ótima, parabéns!
    Beijos

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbara, eu não sou muito fã de romances, com exceção de alguns.
      Por isso livros como o do Martin me fascinam, mesmo sofrendo eu amo histórias assim rs
      Existem estilos literários que não são para a gente mesmo, temos que ler aquilo que gostamos =D
      Beijos e obrigada pela visita ^^

      Excluir
  6. Amei, vou procurar pra comprar!
    http://estantedorefugio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou suspeita para falar, mas acredito que você vai gostar =D
      Beijos

      Excluir
  7. De Guerra dos Tronos, li apenas o primeiro e olha que faz tempo! hahaha Pretendo ler toda a série, mas quero recomeçar.
    Resenha muito bem feita!
    Beijos, Lerissa
    lerissakunzler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir