Resenha | Convergente, Veronica Roth


“Me sinto como eu mesma, forte e fraca de uma vez, permitindo-me, ao menos por um tempo, ser as duas coisas”

Para quem não leu Divergente e Insurgente essa resenha contêm SPOILERS!

Sobre o livro
No desfecho da série, a autora continuou com uma escrita de fácil acesso, porém com a perspectiva de dois personagens, Tris e Quatro.
Após a divulgação do vídeo de Edith Prior a cidade saiu de um regime autoritário para viver em outro. Com o comando da mãe do Tobias, Evelyn, os sem-facção dominam a cidade e se recusam a seguir as ordens do vídeo de Edith Prior, pois elem querem uma nova Chicago sem facções e sem contato com o mundo exterior.

Enquanto o novo regime de sem facções é instaurado, um grupo planeja um novo levante, esse grupo se denomina Os Leias, pois são leais aos fundadores da cidade e querem seguir as instruções do vídeo de Edith Prior.
Tris e Quatro se juntam a esse grupo para descobrir o que há do outro lado da cerca e para obter respostas sobre os Divergentes.
Agora tudo será revelado!

Minhas Impressões
Eu me apaixonei pelo universo criado pela Veronica Roth, mas esse último livro me decepcionou.
Uma das coisas que me decepcionou foi a forma como a autora construiu o ponto de vista do Quatro e da Tris. Em diversos momentos eu precisava retornar ao início do capítulo para saber "quem estava falando", não houve diferença na personalidade dos dois personagens quanto narradores, sendo que eles possuem personalidades distintas.

Isso foi cansativo e frustrante. Foi frustrante porque eu gosto de livros escritos com a perspectiva de vários personagens, inclusive sou apaixonada pelos livros do George R. R. Martin, e neles tem pelo menos uns 5 personagens narradores.
Eu esperava muito dessa "nova roupagem" que a autora propôs em Convergente, infelizmente ela prejudicou minha leitura.

Eu poderia citar outros pontos negativos, como erros de revisão, mas esses outros pontos não "atrapalharam" a minha leitura, apenas diminuíram a minha admiração pela trilogia.
Como nem tudo são trevas, eu fui surpreendida pelos últimos capítulos.
A autora foi ousada e acertou, eu sei que muitos não concordaram com o desfecho, mas eu gostei. Poderia ter sido melhor, mas eu gostei.
Esses últimos capítulos fizeram com que eu quase esquecesse os pontos negativos do livro, quase...
Apesar de tudo, eu recomendo a trilogia, pois o universo criado é ótimo. 


****

Ficha técnica
Livro: Convergente
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
ISBN: 13: 9788579801860
Páginas: 512
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

0 comentários :

Postar um comentário