Resenha | Duna, Frank Herbert


- Grave isto em sua memória, rapaz: um mundo é sustentado por quatro coisas... - Ela ergueu quatro dedos grandes e nodosos - ... a cultura dos sábios, a justiça dos grandes, as preces dos virtuosos e o valor dos bravos. Mas tudo isso é nada... - e ela fechou os dedos num punho - ... sem um governante que conheça a arte de governar.

Sobre o Livro
Duna é o primeiro livro de "As Crônicas de Duna" do autor Frank Herbert. Ele é uma das mais importantes obras de ficção científica, tanto que ganhou o prêmio Hugo e o prêmio Nebula, ou seja é uma das mais importantes obras de todos os tempos! Não, não estou exagerando.

Em Duna existe uma luta por poder, as principais casas que estão nesse confronto é a casa Atreides do planeta Caladan e a casa Harkonnen do planeta Giedi Prime.
A história se intensifica quando o Imperador Sahaddan IV pede para o Duque Leto, da casa Atreides, assumir o poder no planeta Arrakis.
Em Arrakis está a fonte de riqueza do Império, a especiaria, e os Fremen, um povo do deserto que sofre com a escassez da água. No meio desse povo foi plantada diversas profecias, uma delas é a vinda de um messias, o Muad'Dib. Segundo essa profecia ele mostraria o caminho para a paz e acabaria com os problemas de Arrakis levando o planeta para a sua glória.
Paul Atreides é filho do Duque Leto e de sua concubina Lady Jéssica, uma Bene Gesserit.

Em geral quem recebe treinamento Bene Gesserit são apenas mulheres, mas Peul recebe esse treinamento e sua mãe espera que ele seja o Kwisatz Haderach, o homem que pode olhar apenas onde as Reverendas Madres olham. 
A ida do Duque Leto para Arrakis não é aceita pelos Harkonnen. Eles governavam o planeta com mãos de ferro e visavam apenas o lucro com a especiaria. Isso nos faz lembrar do capitalismo selvagem.
A partir de então começa uma disputa pelo planeta e consequentemente pelo poder.

Minhas Impressões
O Universo criado pelo Frank Herbert é tão rico em detalhes que eu poderia ficar horas e horas falando sobre ele, mas não quero dar spoiler.
A obra é dividida em três livros ou partes: Duna, Muad'Dib e O Profeta. Os capítulos são iniciados com epígrafes, que são ótimos e nos dão aquela sensação de estar lendo um livro histórico, o que de certa forma é, pois a história é contada pela Princesa Irulan.

O livro é denso, tudo se entrelaça nesse universo criado por Frank Herbert: religião, política, misticismo, tecnologia, economia, cultura e etc... ainda temos as intrigas, o fanatismo radical, o ódio, o amor... enfim tudo o que uma boa ficção científica deve ter! 
Duna é um dos melhores livros que já li e digo isso sem medo. Acredito que ele é uma daqueles obras para um público restrito e deve ser lido sem pressa, pois ele é um livro para ser apreciado.
Se você gosta de ficção científica, então Duna é leitura obrigatória!

Dica: Não ignore os apêndices.

****

Ficha técnica
Livro: Duna
Autor: Frank Herbert
Editora: Aleph
Páginas: 544
ISBN: 9788576571018
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

0 comentários :

Postar um comentário