Frases do livro A Cidade do Sol

"Só há uma coisa na vida que precisamos aprender e não ensinam isso nas escolas. A capacidade de suportar."


Olá leitores!
Há algum tempo eu quero postar frases de livros, mas estava amadurecendo a ideia. Depois de muito pensar, resolvi postar frases de livros já resenhados aqui no blog. Vou fazer um post para cada livro em ordem cronológica.
O primeiro livro resenhado no blog foi A Cidade do Sol do autor Khaled Hosseini, portanto as frases desse livro irão inaugurar essa nova coluna.
Se quiser conferir a resenha do livro clique aqui.
Essa será uma forma de vocês conhecerem um pouco mais sobre o livro, aproveitem!

"Assim como uma bússola precisa apontar para o norte, assim também o dedo acusador de um homem sempre encontra uma mulher à sua frente."

"Então, o que posso fazer? Deus, em sua sabedoria, deu a cada um de nós algumas fraquezas, e, entre as tantas que possuo, está a incapacidade de recusar algo a você."

“O que a primeira neve da estação tinha de tão especial?”, pensou Mariam, “o que a tornava tão fascinante? Seria a possibilidade de ver algo ainda puro, ainda intocado? Capturar a graça efêmera de uma nova estação, um adorável começo, antes que tudo aquilo fosse pisoteado e estragado?”

“De todas as dificuldades que uma pessoa tem de enfrentar, a mais sofrida é, sem dúvida, o simples ato de esperar.” 

“Pode contar seus segredos ao vento, mas, depois, não vá culpa-lo por contar tudo às árvores.”

“O tempo porém é o mais inclemente dos incêndios.” 

"Em poucos anos, essa menina vai ser uma mulher que pede muito pouco da vida, que nunca incomoda ninguém, nunca deixa transparecer que ela também tem tristezas, desapontamentos, sonhos que foram menosprezados. Uma mulher que vai ser como uma rocha no leito de um rio, suportando tudo sem se queixar. Uma mulher cuja generosidade, longe de ser contaminada, foi forjada pelas turbulências que se abateram sobre ela."
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

2 comentários :

  1. Esse é um dos melhores livros que já li na vida... Quase um ano depois e ainda fico arrepiada quando recordo tudo que aconteceu com a Mariam.
    Ótima ideia compartilhar os trechos favoritos <3
    Beijo, beijo.
    ameninaquenaoparadeler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regiane, esse livro é bom mesmo! Tenho um carinho especial por ele <3
      Obrigada pela visita... beijos

      Excluir