Resenha O Restaurante no Fim do Universo, Douglas Adams

Resenha O Restaurante no Fim do Universo. Douglas Adams


"Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por que ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais estrando e inexplicável.
Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu."

Sobre o livro
O Restaurante no fim do universo é o segundo livro da série O Guia do Mochileiro das Galáxias do autor Douglas Adams. Ele vai continuar narrando a saga de Arthur Dent pelo universo junto com seu amigo Ford Prefect, a bordo da nave Coração de Ouro.

Em um restaurante onde um boi tenta convencê-los a devorá-lo, em uma nave onde as pessoas mais inúteis do universo são mandadas para a terra e a, nada fantástica, origem dos seres humanos nessa terra primitiva, os amigos vivem loucas aventuras e buscam a pergunta fundamental.

Minhas Impressões
Douglas Adams segue a mesma receita brilhante do primeiro livro, utilizando um humor sagaz, para fazer críticas à nossa sociedade a partir de uma história fantástica.
Antes de começar a leitura do livro, eu imaginei que o restaurante ficava nos confins do universo, mas não, o restaurante fica literalmente no fim do universo. A descrição do restaurante e dos minutos finais do universo foi brilhante, provando mais uma vez a genialidade de Douglas Adams.
O ponto alto da obra foi o encontro dos personagens com o homem que rege todo o universo, pois ele é cético e não toma partido de nenhuma cultura ou crença religiosa, ele está acima de tudo isso.
Outro ponto interessante na obra, é o restaurante Mlliways. É questionado o consumo de carne e o quanto somos hipócritas nesse assunto. Tudo de uma forma bem humorada, é claro.

Antes de terminar a resenha quero deixar registrada a minha profunda admiração pelo Marvin, gente, eu amo esse robô depressivo, hiperdramático!!!
Eu nem preciso dizer que recomendo a obra, né?

****

Ficha técnica
Livro: O Restaurante no Fim do Universo
Autor: Douglas Adams
Editora: Arqueiro
Páginas: 176
ISBN: 9788599296585
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

2 comentários :

  1. Adorei o título! hahaha Tenho uma curiosidade um pouco diferente para ler esses livros. :D

    Ei, tá rolando um mega sorteio em parceria com outros blogs. Confira e participe! *_*
    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Esse livro é ótimo, super indico! =D
      Estou participando do sorteio ^^
      abraços

      Excluir