Maratona literária romances de época | Ligeiramente Maliciosos, Mary Balogh

Resenha Ligeiramente Maliciosos. Mary Balogh


Heyyy leitores!
Enfim terminei a maratona literária romances  de época! Confesso que pensei em desistir diversas vezes por dois motivos:
1. Esse não é um dos meus gêneros favoritos.
2. Ler apenas um gêneros durante dias é cansativo.

(nota mental: fazer apenas maratonas literárias com gêneros diversificados.)

Depois de altos e baixos e hoje resolvi postar as resenhas de todos que eu li. Vou postar uma resenha por dia dessa maratona, então essa semana será recheada de resenhas.
Dessa maratona eu já postei duas resenhas: Ligeiramente Casados e O duque e Eu. Agora irei postar dos demais livros... ufa!
Sem mais delongas, vamos ver o que eu achei dessas leituras?

Ligeiramente Maliciosos | Mary Balogh
Uma palavra para descrever esse livro? Coca cola.


Bom, o livro narra a história de Judith Law, uma mulher com uma beleza estonteante e sonhos gigantescos.
Por causa de problemas financeiros, Judith precisa morar com uma tia rica e ser uma "empregada de luxo". Judith sabe que seu destino será a solidão, por isso aceita uma proposta inusitada de um estranho que, posteriormente, descobre se tratar do noivo da sua prima.

Eu comecei essa maratona literária com grandes expectativas, mas depois de uma decepção decidi não esperar algo extraordinário do gênero. Apesar disso, esse livro não me agradou. A premissa é interessante, mas o desenrolar é lento e muitas vezes monótono. A impressão que se tem é que nada acontece até que falte 50 páginas para o fim da história.
Um ponto positivo da obra é a escrita da autora, ela se preocupa com os sentimentos dos protagonistas e dedica páginas e mais páginas à eles. Acredito que se a autora tivesse mesclado  os acontecimentos importantes com a dedicação aos sentimentos dos protagonistas a história seria muito melhor, mas os acontecimentos importantes apenas no final do livro deixou aquela sensação de "enrolação para render páginas".
Apesar disso, acredito que os fãs do gênero irão apreciar a leitura, pois cumpre os pré-requisitos básicos dos romances de época. Por esse motivo indico o livro para quem gosta desse gênero.

 PREÇOS |  ADICONE NO SKOOB

Edição: 8,0 | Narrativa: 6,0 | Desenvolvimento: 5,0 | Trama: 6,0
 NOTA: 6,2/10,0
Sinopse: Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

0 comentários :

Postar um comentário