Resenha Drácula, Bram Stoker

Resenha Drácula, Bram Stoker



Sobre o livro
Drácula é um clássico da literatura de terror escrito em 1987 pelo autor Bram Stoker. Além de ser um clássico de seu gênero é também um clássico da literatura universal.
O livro é escrito em diários, notícias de jornais e correspondências. Desta forma conhecemos o desenrolar da trama pelo ponto de vista de vários personagens, dentre eles: Jonathan, Mina, Lucy, Van Helsing e Seward. Os outros protagonistas como Quincey e Arthur não narram a trajetória, sendo assim conhecemos seus papéis através da perspectiva dos personagens narradores.
A aventura, ou desaventura, se inicia com a viagem de Jonathan Harker para a Transilvânia, na Romênia. O seu destino é o castelo do Conde Drácula, onde ele irá finalizar a venda de um imóvel em Londres. Jonathan relata seu dia a dia em um diário e através de seus olhos entramos em um ambiente repleto de mistérios e superstições.
No castelo de Drácula, ele irá presenciar diversos fenômenos paranormais. Começando sutilmente, como o fato do Conde não se alimentar e tratar dos negócios apenas à noite. Após alguns dias esses fenômenos se tornam cada vez mais inquietantes, como o reflexo dele não aparece no espelho. E culminam em um cenário de terror quando Jonathan se torna prisioneiro e descobre a verdade sobre o estanho Conde Drácula.
Após essa primeira parte, somos apresentamos à Mina, noiva de Jonathan, e Lucy, melhor amiga de Mina. Ambas estão prestes a se casar, mas a ida do Conde Drácula à Londres mudará seus destinos para sempre e colocará os que estão em sua volta em uma aventura sombria e perigosa.

Minhas Impressões
O que dizer de um livro que me conquistou à primeira página e se tornou uma das melhores leituras da vida quando eu li a última frase?
É extremamente difícil dizer, em poucas palavras, as minhas impressões da obra, mas prometo tentar.

Eu nunca pensei que diria isso de um livro tipicamente de terror, mas eu me senti lendo poesia, tamanha a qualidade narrativa do autor.
Quem nunca assistiu ou leu um livro com vampiros que tenham caninos aguçados, que sejam vulneráveis ao alho, hóstia e à luz do dia? Que durmam em caixões e se transformem em morcegos gigantes? Bom, quase todas as obras de vampiros narram esses esteriótipos, que foram imortalizados nesse romance incrível.
Aqui não há simpatia pelos vampiros. São criaturas malignas, predadores cruéis e sem humanidade. Percebemos a diferença latente de um ser humano e de um vampiro quando acompanhamos a transformação de Lucy em uma morta-viva. Antes amável, delicada e honrada, depois fria, calculista e cruel. Se você suspira com histórias de vampiros bondosos, sensuais e heroicos, irá ter uma visão completamente diferente ao ler Drácula, pois é impossível criar uma empatia pelo personagem. Além de ser uma criatura vil ele tem um hálito fétido! E não há nada mais brochante que mal hálito, haha.

No geral a leitura é empolgante e flui muito bem. Li em um mês, levando em conta os dois livros que li em paralelo. Para quem gosta de romances da época vitoriana, este livro é leitura obrigatória, pois possui seus elementos, como a linguagem rebuscada.
É isso pessoas e fiquem com o meu trecho preferido da obra:


“... Mas se a maldição se encarniça contra ela, se ela deve se tornar (terei a coragem de pronunciar esta palavra)... um Vampiro... então eu a acompanharei... Assim é, imagino, que o amor outrora fazia recrutas. Sim, em vez de dormir sozinho em terra santa, quero ficar danado com ela...”


Edição: 7,0 | Narrativa: 10,0 | Desenvolvimento: 10,0 | Trama: 10,0

 NOTA: 9,3

Ficha técnica
Livro: Drácula
Autor: Bram Stoker
Editora: L&PM Pocket
Páginas: 552
Share on Google Plus

Sobre Francine Nunes

Quase química. Amante de livros, séries e filmes. Assim como o Cazuza, meus heróis morreram de overdose. Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

13 comentários :

  1. Olá, eu sou super fã do filme, sempre que passa eu vejo, é maravilhoso, e concordo com você chega a ser poético. Agora preciso ler o livro porque tenho certeza ser mais emocionante ainda. Torço pro Dracula ficar com Mina, Jonathan não me conquistou kkk Bjs e bela resenha, me instigou a procurar o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que nunca assisti o filme Drácula? Deve ser por isso que achei sua preferência pelo Drácula estranha... no livro ele é um velho, daqueles bem velhos. Tem mau hálito, é violento, predador e sem humanidade alguma... Acho que romantizaram o Drácula no filme, fiquei curiosa para assistir :)

      Excluir
  2. Oiee ^^
    É bem difícil encontrar uma história de vampiros que não seja romantizada, né? Eu ainda não conhecia este livro, mas, como não gosto muito do gênero, não me interessei completamente. Mas fiquei um pouco curiosa, principalmente porque foge de todos os tipos de livros e filmes/séries que eu já vi sobre vampiros.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele foge bastante. Não é uma história de amor trágico, vulgo gótico. É uma história de terror. Quando a gente não gosta de um gênero é difícil ler né? Eu entendo, não gosto muito de romances, auto-ajuda, biografias... Ás vezes vejo resenhas super positivas, mas não dá pra me aventurar na leitura hehe

      Excluir
  3. Olá, sou doida para ler esse livro...

    Na~ose fazem mais vampiros como os de antigamente, kkkkk

    Adorei a resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eu amo esse livro! É de uma riqueza de detalhes maravilhosa, impossível não ficar envolvida com toda essa áurea que o livro apresenta. beijos!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, é ótimo saber que você gostou tanto, porque sou medrosa e nada fã de vampiros, mas tenho muita curiosidade de conhecer essa história mesmo assim. Fiquei com nojo do mau hálito, eca! Rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito bom, espero que você goste da leitura.
      Bjs

      Excluir
  6. Oi Francine, sua linda, tudo bem?
    Eu amei esse trecho que colocou, é muito romântico!!! Seu amor por ela é tão grande que ele preferiu a perdição de sua alma. Eu adoro vampiros e realmente só tenho lido aqueles pelos quais nos apaixonamos. Esse é um clássico que não vejo a hora de ler!!! Gostei muito da sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cila! Esse é diferente dos que eu costumava ler também. Mesmo assim foi uma deliciosa leitura e entrou para a minha lista de favoritos.

      Excluir
  7. Olá! Sou apaixonada por essa obra, já li mais de uma vez! Vc disse tudo parece poesia.
    Foi desse livro que nasceu minha fascinação por vampiros e olha que a narrativa desse livro é quase totalmente por cartas.
    Amei ler sua resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir