Destaques

#10on10 | Série O Clube dos Canalhas, Sarah MacLean


"Não havia nada que temer naquele homem - ele era um cientista. Absolutamente controlado o tempo todo. Um colega de pesquisa perfeito. E nada mais. Não importava que a pesquisa em questão era pouco ortodoxa."

Sobre a série
Heeey leitores! Hoje trarei a resenha de dois livros da série O clube dos canalhas: Entre o amor e a vingança e Entre a culpa e o desejo. O clube dos canalhas é uma série da autora Sarah MacLean, onde conta a história dos proprietários do clube mais famoso do submundo de Londres, o Anjo Caído. Os quatro proprietários foram excluídos da alta sociedade de Londres e cada um deles trilhará um caminho de volta a sociedade. Bourne quer vingança, Cross quer esquecer o passado, Temple quer limpar seu nome e Chase quer um futuro para quem mais ama. Vou trazer minhas impressões da história de Bourne e Cross.

Entre o amor e a vingança
O que um canalha quer, um canalha consegue... Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury. Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres. Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança – o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por ele… até mesmo seu coração.

Entre a culpa e o desejo
Seu próximo experimento científico? Entregar-se a um canalha! Lady Philippa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que ela mal conhece. Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar sua reputação de moça de família. Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger. Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer outra emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar.

Minhas impressões
Essa série foi divertida de ler, apesar de clichê. Os dois livros mostram como um coração amargurado pode destruir uma vida. No primeiro livro a vingança fica entre os protagonistas.
Penélope quer mais do que a sociedade da época oferece para as mulheres. Ela quer aventuras, quer ser arrebatada pelo desejo. Quer que um futuro pacato passe longe de seu destino, porém para ter isso ela abre mão de algo que lhe é caro: o amor.
Bourne vive em função da vingança, não importa que tenha que passar por cima das pessoas e até dos seus sentimentos para tê-la. Por diversas vezes eu fiquei muito brava com o protagonista, mas a premissa do livro é essa: mostrar que mesmo um coração corrompido pode ser restaurado pelo amor. Sim, é clichê! Porém não é cansativo.

Já entre a culpa e o desejo, temos uma protagonista científica. Ela não aceita suposições, ela quer saber como a teoria funciona na prática e isso inclui os prazeres da carne. Pippa quer saber tudo sobre isso antes de se casar e ela tem exatas duas semanas para aprender. Então ela decide ter aulas com o mais capacitado dos professores, o libertino Sr. Cross.
Ao receber uma proposta inconveniente de Pippa, Cross fica receoso, pois a última coisa que quer é se envolver com uma inocente. Então Cross começa a mostrar como é ser um canalha, com o intuito de afastá-la dele, mas no fundo o que ele mais quer é que Pippa enxergue que ele possui valor, que ele é muito mais do que a sociedade diz que ele é.
O que mais me agradou nesse livro foi a personalidade da protagonista. Ela não aceita ser obrigada a não conhecer seu próprio corpo. Ela tem o direito de tomar as rédeas de sua vida, então ela busca o conhecimento que lhe é negado com uma determinação notável. Sarah MacLean costuma trazer empoderamento feminino em seus romances e nesse não foi diferente.

No geral, tendo em base os dois livros que li, O clube dos canalhas é uma série de romance de época divertida, com protagonistas complexos e pitadas de empoderamento feminino. Essa série é o típico romance em que as mágoas e decepções profundas são curadas pelo amor.
No mais indico a obra para quem gosta de romances de época com as características que eu pontuei acima.

Titulo: Série o clube dos canalhas | Autora: Sarah MacLean | Editora: Gutemberg | Gênero: Romance de época | Edição: 9,0 | Narrativa: 8,0 | Desenvolvimento: 8,0 | Trama: 8,0

 NOTA: 8,2

Nenhum comentário