Destaques

Quarto, Emma Donoghue


"Agora eu estou no Lá Fora, mas acontece que um monte dele não tem nada de real."

Sobre o livro
Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Minhas impressões
Quando comecei a leitura desse livro eu não sabia o que esperar, tinha uma ideia do que se tratava, mas não esperava que fosse narrado de uma forma tão diferente.
Quarto conta a história de Jack e sua mãe, o livro é narrado pelo Jack, uma criança de cinco anos. Os dois vivem em um quarto. O menino acredita que o mundo se limita as paredes do quarto e não há nada fora dele, apenas um universo sem vida e sem forma, denominado como "Lá fora". Sabemos que o Quarto na realidade é um cativeiro, mas Jack não compreende que está em uma "jaula", para ele aquele é o mundo e ele o acha perfeito do jeitinho que é.
A autora acertou ao colocar uma criança como narradora, pois podemos acompanhar a maneira como Jack enxerga o mundo, sendo no quarto ou no "Lá fora".
A adaptação do Jack no mundo real foi traumática, gostei da forma como a autora abordou isso, pois acredito que as pessoas, pelo menos a maioria delas, agiriam da mesma forma que os personagens. Alguns deles tentaram impor ao Jack a maneira de viver no "Lá fora", como se ele pudesse se adaptar do dia para a noite a essa nova realidade. A maneira como a sociedade julgou a mãe dele me irritou profundamente, pois ela era um vítima e criou/protegeu seu filho da melhor maneira que pôde, tendo pouco ou nenhum recurso. Porém analisando nossa sociedade, podemos presumir que muitos agiriam dessa forma, julgando a vítima ao invés de compreendê-la.
Quarto é uma história linda de superação e apresentação da inocência em meio a um ambiente hostil. Tanto que mesmo sabendo dos horrores em que os protagonistas estavam, eu não conseguia sentir esse drama em sua totalidade, pois a narrativa inocente do Jack amenizava tudo isso.
A escrita da autora é fluida e envolvente, além de brilhante em retratar uma mente infantil. Quanto a diagramação eu achei muito boa, li no kindle e não encontrei erros de revisão.
Indico essa obra para todos, é aquele tipo de livro que deve ser lido ao menos uma vez na vida.

Titulo: Quarto | Autora: Emma Donoghue | Editora: Verus | Páginas: 350 | Gênero: Drama | Edição: 9,0 | Narrativa: 9,0 | Desenvolvimento: 9,0 | Trama: 9,0

 NOTA: 9,0

Nenhum comentário