Destaques

Ligações perigosas, Choderlos de Laclos


"Assim são os homens! Todos igualmente pérfidos em seus propósitos; mas, quando demonstram fraqueza em sua execução, chamam-na de honradez."

Sobre o livro
Uma troca de cartas repleta de segredos de alcova, engenhosas estratégias de manipulação e cruéis jogos de poder vem a público em As relações perigosas, clássico romance francês escrito por Chordelos de Laclos no século 18. Considerada uma das obras mais controversas, discutidas e representativas da França pré-revolução, o título ganha nova edição pela Biblioteca Azul, selo editorial da Globo Livros, 20 anos após sua última publicação no Brasil. A obra mantém a tradução de Carlos Drummond de Andrade, que apresentou a história de Laclos ao público brasileiro em 1947, e o posfácio também assinado pelo poeta, com textos revisados. O clássico romance francês de 1782 conta, por meio de cartas trocadas pelos personagens, as artimanhas de dois libertinos, o visconde de Valmont e a marquesa de Merteuil, em sua disputa por seduzir e descartar amantes – como Cécile, jovem confidente da marquesa que está prestes a se casar, e a virtuosa, porém já casada, madame de Tourvel. Na época de sua publicação, a imoralidade da obra e a crueldade dos protagonistas chocaram a alta nobreza e renderam um processo a Laclos. Em 1823, o tribunal correcional do Sena mandou destruir “esse escrito perigoso que ultraja os bons costumes”. Para sorte da literatura, porém, o livro sobreviveu e ultrapassou os séculos mantendo o mesmo vigor de antes: encantou escritores como Baudelaire, Stendhal, Gide e Deleuze, e ganhou diversas adaptações no cinema com diretores como Roger Vadim, Stephen Frears e Milos Forman, e atores como Jeanne Moreau, Jean-Louis Trintignant, Glenn Close, John Malkovich, Michelle Pfeiffer e Annette Benning. 

Minhas impressões
Ligações perigosas é um romance epistolar publicado em 1782 pelo francês Choderlos de Laclos. Na época de seu lançamento esse livro foi considerado um escândalo. Tanto que podemos perceber a indignação pública na nota do editor, que afirma categoricamente que "os personagens são caracterizados por tão maus costumes que é impossível supor que tenham vivido em um século onde a filosofia e as luzes espalhadas por toda parte, tornaram tão corretos os homens e tão honradas e recatadas as mulheres", ahã... sei, senta lá.
Esse é o primeiro livro escrito em cartas que eu leio e preciso confessar que estava receosa quanto a leitura. Temia que não houvesse um bom desenvolvimento, que a narrativa fosse monótona e que não houvesse momentos de ápice. Porém por ser uma obra aclamada, ainda nos dias de hoje, pensei que esse fato deveria ter um fundamento e esse fundamento deveria estar na escrita de Choderlos de Laclos. Agora, escrevendo essa resenha, percebo o quanto eu fui feliz nessa escolha. Ligações Perigosas está longe de ser uma obra monótona, somos bombardeados a todo momento por intrigas, reviravoltas, manipulações e algumas ironias da sociedade que, apesar de ter sido escrita baseada na aristocracia do século 18, dialogam com a atualidade.
Preciso possuir essa mulher, para evitar o ridículo de apaixonar-me por ela: pois até onde não nos leva um desejo contrariado? Ó delicioso gozo! Imploro-lhe para a minha felicidade e, sobretudo, para o meu sossego.
Os principais discursos da obra são a sedução, o poder, a manipulação e, como diz a Marquesa de Merteuil, uma das protagonistas, mostrar como os líderes do mundo moldam os acontecimentos ao seu bel prazer. Com o poder de manipular vidas em mãos, os protagonistas tecem o destino de pessoas que eles julgam fracas, destruindo e construindo reputações segundo suas vontades, sem se importar com seu semelhante. Conceitos que seriam discutidos por Freud tempos depois.
Outro aspecto positivo do livro são as referências literárias utilizadas pelos personagens, pude me deliciar com citações de obras que eu não conhecia e tirar delas reflexões que levarei para a vida, como o cuidado com as relações que mantemos ao nosso lado.
Os tolos estão neste mundo para nossos pequenos prazeres.
~ Gresset, O malvado (verso citado pela Marquesa de Merteuil)
No mais, indico a obra por diversos adjetivos positivos, que, acredito, consegui expressar acima, sobretudo por ter uma linguagem deliciosa de digerir e por desnudar a capacidade do ser humano de dissimular a fim de atingir seus objetivos.

Titulo: Ligações Perigosas | Autor: Choderlos de Laclos | Editora: L&PM Editores | Páginas: 416 | Gênero: Drama | Edição: 9,0 | Narrativa: 10,0 | Desenvolvimento: 9,0 | Trama: 9,0
NOTA: 9,2

6 comentários:

  1. Olá!

    Não o conhecia, mas parece ser bom, adoro a literatura francesa, mesmo eu não conhecendo o autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Li esse livro qdo fiz minha coleção de obras primas pelo Jornal A Folha, faz bastante tempo e muita coisa já nem me lembro mais.
    Fico feliz que tenha gostado e compartilhado conosco sua opinião.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oie amore,

    Não conhecia o livro, mas curti o que vi por aqui.
    Parece ser um livro um pouco intenso, gosto disso.
    Dica anotada!

    Beijokas!

    ResponderExcluir

Litera Cult | Blog Literário © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.