Destaques

Resenha Melancia , Marian Keyes


“Supere isso e, se não puder superar, supere o vício de falar a respeito.”

Sobre o livro
"Melancia" é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais de gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e os contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa.

Minhas impressões
Quando comecei a leitura de Melancia eu não fazia ideia do que se tratava o livro. As únicas informações que eu tinha eram: Hype e Chick-lit. Quando o livro estava na boca dos leitores, eu não me interessei muito, pois não costumo ler obras do gênero. O tempo foi passando e eu fui lendo resenhas e mais resenha exaltando a obra, isso despertou o meu interesse. Então, em uma dessas jogadas do destino, eu me deparei com a obra em um sebo por apenas duas pilas! Ora, tive que comprar.
Peguei meu exemplar de Melancia e fui pra casa. Como sempre acontece, fui ler a sinopse e as primeiras páginas (apresentação da autora/agradecimentos), fui folheando e folheando e quando percebi já tinha terminado o primeiro capítulo. Não tinha mais volta, fui fisgada!
Melancia trata de temas femininos que são comuns entre as mulheres, claro que eu não conheço ninguém que tenha sido abandonada, literalmente, depois do parto. Mas, conheço meninas que foram abandonadas por seus parceiros, mesmo vivendo com eles na mesma casa.
É a velha história do falido "conto de fadas", somos ensinadas desde pequenas de que encontraremos nosso príncipe encantado e viveremos felizes para sempre com um bebê lindo que selará a realização plena desse amor. O problema é que isso só existe nos tais contos de fadas mesmo, a vida real é bem diferente. Então, quando a vida esmaga essas fantasias, nos sentimos frustradas e o pior, culpadas! Pois, em contrapartida, os meninos são ensinados que devem pegar geral e que suas futuras esposas estarão ali para servi-los e não para compartilhar a vida e as responsabilidades. Dessa forma temos as famílias em que os maridos trabalham fora e as mulheres trabalham fora e dentro de casa. É comum vermos mulheres com a responsabilidade total de cuidar dos filhos. É claro que não são todos casais que são assim. Sem generalizações!
Então, em Melancia, a autora apresenta uma protagonista que foi abandonada literalmente. O seu marido a trocou por uma amante e foi embora de casa quando ela ainda estava na maternidade. Ela se culpa, pois está acima do peso e na gravidez "negligenciou as necessidades do marido". No decorrer da narrativa, nossa protagonista vai juntando seus caquinhos aos poucos. Leva um tempo para ela aceitar o que aconteceu e leva mais tempo ainda para ela recomeçar sua vida.
Essa obra aborda, de forma leve e humorada, o nosso machismo de cada dia. Isso fica ainda mais evidente nos capítulos finais do livro, mas vocês precisarão ler para saber. O que posso adiantar é que o descaramento de um personagem e a passividade de outro incomoda até nossa medula óssea! Eu fiquei indignada, mas, como esse livro trata de autodescoberta e a construção do empoderamento feminino, os pontos finais são excelentes.
Indico a obra para todos, homens e mulheres. É uma obra que nos faz refletir sobre relacionamentos abusivos, amadurecimento, construção da auto estima e empoderamento.

Titulo: Melancia | Autora: Marian Keyes | Editora: Bertrand Brasil | Páginas: 490 | Gênero: Chick-lit/romance | Edição: 9,0 | Narrativa: 8,0 | Desenvolvimento: 7,0 | Trama: 10,0
NOTA: 8,5

Nenhum comentário

Litera Cult | Blog Literário © Copyright 2017. Tecnologia do Blogger.